segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Escritor é intimado pela Polícia Federal por causa de obra de ficção

O escritor e enxadrista Ricardo Lísias foi intimado a comparecer, no próximo dia 20 de outubro, na Polícia Federal, em São Paulo, para prestar esclarecimentos e possivelmente ser indiciado, por falsidade de documento, por causa de obra de ficção em que elaborou uma sentença judicial, obviamente fictícia.

O golpe em marcha impulsionado pela direita fascista e o imperialismo está semeando o ódio e a intolerância, colocando em risco as liberdades democráticas, com o aumento da repressão à população pobre e negra, assim como a criminalização dos movimentos sociais, com aplicação da Lei de Segurança Nacional da época da ditadura, agravada agora com a atual Lei Antiterrorismo.

Como declarou o escritor “estamos vivendo um estado de alucinação.” Todavia, não podemos perder de vista sempre a luta pelas liberdades democráticas, bem como “Se para o desenvolvimento das forças produtivas materiais, cabe à revolução erigir um regime socialista de plano centralizado, para a criação intelectual ela deve, já desde o começo, estabelecer e assegurar um regime anarquista de liberdade individual. Nenhuma autoridade, nenhuma coação, nem mesmo o menor traço de comando!,” (André Breton, Diego Rivera e Leon Trotsky, “Manifesto por uma arte revolucionária independente.”), México, 1938.

Assim, todo apoio ao escritor Ricardo Lísias, para que prevaleçam as liberdades democráticas, a liberdade de expressão, a liberdade de criação intelectual, o fim da censura e por uma arte revolucionária independente.

Paul Balard da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário