quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Coronel burguês reacionário e fascista Ciro Gomes ataca Lula

O coronel da oligarquia que explora o Ceará, Ferreira Gomes, Ciro Gomes atacou o ex-presidente Lula de forma fascista e ultradireitista, motivo pelo qual reproduzimos a excelente denúncia dos camaradas do Partido da Causa Operária (PCO), em seu Diário Causa Operária online, de ontem, 11/10. 

“Ciro, o “mui amigo”

Ciro Gomes, político ligado à burguesia que procura se apresentar como “alternativa” para a esquerda, deu uma declaração nada “alternativa” em um evento no Piauí.

Com seu “discurso inflamado” (desmentido pela prática em suas administrações no Ceará), atacou Lula em um festival promovido pela Rede Globo no domingo, 09, no Piauí. Ele teria dito que “Lula descolou-se da realidade” e “Começou a brincar de Deus” (jogo de palavras sem significado que serve somente para atacar o ex-presidente).

Além disso, Ciro retrocedeu também na denúncia das arbitrariedades contra Lula na Lava Jato. No mesmo evento, Ciro disse que Lula “se autorizou a praticar todo tipo de coisas intoleráveis” retocando declarações feitas em junho desse ano. Na época, Ciro defendeu o direito de “proteger uma pessoa de uma ilegalidade” e que “não enxergava motivos para a prisão de Lula”.

A incoerência flagrante de Ciro Gomes é sintoma de seu oportunismo. É apenas mais um político burguês que adapta seu discurso de acordo com a “tendência” do momento, mesmo que essa tendência signifique “jogar aos leões” algum aliado de longa data.

Participou do governo FHC, do governo Lula, apoiou Dilma, iniciou sua carreira no PDS (antigo ARENA/PFL/DEM), passou para o PMDB, depois para o PSDB, PPS, PSB, uma curta passagem pelo PROS e agora está no PDT.  O fisiologismo de Ciro não tem limites sempre buscando as condições mais favoráveis para levar adiante seu projeto político pessoal. O ataque à Lula é somente mais uma demonstração da demagogia que acompanha Ciro Gomes desde o início de sua “carreira política””

Um comentário: