4 de setembro de 2018

Atear fogo no Golpe antes que ele queime nossa história!

* por Leonardo Silva

Hoje, dia 03/09 de 2018 é um dia fatídico para a história nacional, e um dia que podemos dizer que fomos duramente atacados pelo imperialismo e pelo regime golpista de conjunto. O Incêndio no Museu Nacional, a nossa mais antiga instituição científica, foi mais um atentado criminoso e de lesa-pátria que não poderá ficar impune diante da luta por justiça popular, bem como todo o repertório de ataques dos golpistas até este momento. A burguesia pró-imperialista, decadente e sedenta do sangue do povo, nunca deu e nunca dará a mínima importância para o patrimônio histórico, natural e cultural de nosso país.

Soma-se este último acontecimento a decisão ilegal e conspirativa do TSE para impedir Lula de ser candidato, usando descaradamente como papel higiênico a liminar da ONU que determina que sejam respeitados os direitos políticos do ex-presidente. Diante disso tudo tem que ficar claro,  de vez por todas, que o regime não comporta nenhum tipo de acordo, e que a defesa de Lula e a luta pela sua liberdade é um fator inarredável para a derrota da ditadura jurídica que se instaurou em nosso país. 

Nada de plano B, nada de legitimar farsa eleitoral, nada de ter ilusão no processo eleitoral controlado pela direita golpista como se fosse a volta de uma "normalidade democrática" que o golpe descortinou expondo ser não mais que aparências.

A luta pela Liberdade do companheiro Lula, e a persistência de sua candidatura até a última trincheira, é a chama de onde se alastra verdadeira rebelião popular, organizada e compacta, para derrubar o regime golpista que dia a dia deteriora as condições de vida do país e de onde sairá a luta contra o imperialismo. Ou ateamos fogo ao regime golpista, ou ele queimará toda a nossa historia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário