26 de julho de 2018

Macarthismo na Universidade Federal do ABC

A reitoria da Universidade Federal do ABC instaurou sindicância contra os professores Valter Pomar, Gilberto Maringoni e Giorgio Romano em razão do lançamento do livro “A Verdade Vencerá”, que traz entrevista do ex-presidente Lula no campus da Universidade.

A ADUFABC (Associação dos docentes da Universidade Federal do ABC) solicitou “ reunião, com urgência, para tratar das implicações decorrentes de sindicância investigativa.” (Diário do Grande ABC – Diário virtual, 26/7).

Na verdade, a atuação da reitoria concretamente é macarthista, de perseguição aos professores. É uma perseguição de cunho nazi-fascista que precisa ser rechaçada pela comunidade universitária (professores, estudantes e funcionários), por meio de uma luta implacável, visando instaurar uma verdadeira autonomia universitária, ou seja, para que a comunidade universitária venha a deter o poder dentro da Universidade. Para tanto, há necessidade de que seja convocada uma Assembleia Geral da comunidade universitária para discutir e deliberar os encaminhamentos da luta contra os macarthistas.

A TLM se solidariza com professores atacados de forma incondicional!

- Fascistas não passarão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário