domingo, 11 de setembro de 2016

Cunha, o comandante dos golpistas e seu dilema, apenas cairá se o golpe for derrotado

Os golpistas sentem que necessitam “cassar” o líder do golpe, o deputado Eduardo Cunha, para tornar mais palatável o “impeachment”/golpe da burguesia entreguista e do imperialismo norte-americano.

A operação é bastante semelhante ao que fez o Supremo Tribunal Federal golpista, às vésperas da votação da admissão do “impeachment”/golpe na Câmara dos Deputados, quando resolveram "afastar" Cunha (na verdade uma licença, dispensando-o apenas de comparecer à Câmara, para que se dedicasse integralmente à condução do golpe).

Agora os golpistas vivem esse novo dilema de ter de “cassar” Cunha, dentro do covil de bandidos que é a Câmara dos Deputados, controlada pelo próprio deputado execrado pela população do Brasil inteiro, em razão de suas 9 contas, com milhões de dólares na Suiça. Uma verdadeira unanimidade nacional!

Uma parte dos golpistas avaliam que para seguir com o golpe é necessário “cassar”, todavia está difícil porque Cunha é um “arquivo” e ele já ameaçou todos os seus comparsas, referindo-se ao efeito “Orloff”: “vocês serão eu amanhã!”

A força de Cunha é a força do imperialismo norte-americano, dos falcões da Casa Branca, de Washington, do Departamento de Estado, da CIA e do FBI. Mas o imperialismo não tá nem aí para os serviços sujos prestados por Cunha. Com certeza está analisando a situação e poderá decretar a “queima de arquivo”, a cassação de Cunha. O imperialismo norte-americano é capaz de qualquer coisa. Só para exemplificar, relembrando, em agosto de 1945 jogaram bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki, matando 166 mil pessoas na primeira cidade e 80 mil na segunda. “Sacrificar” Cunha para eles é que nem tirar doce da boca de criança!

Além disso, se revolução é grande devoradora de homens, a contrarrevolução e os golpes também! Isso aconteceu com Carlos Lacerda, com Adhemar de Barros, defensor da moral e dos bons costumes, cujo slogan era “Rouba mas faz” (deixou como herança a Rede Bandeirantes de Televisão para seu neto João Saad), Magalhães Pinto (Banco Nacional), etc., os chamados golpistas arrependidos da ditadura militar de 1964, que foram cassados pela mesma.

O problema dos golpistas é convencer a maioria dos deputados da Câmara num ou noutro sentido, o que, com certeza, custará bilhões de reais. A reserva brasileira de 370 bilhões de reais poderá desaparecer completamente, juntamente com o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço dos trabalhadores) e os recursos da Previdência Social!!! Sem falar nos 144 bilhões do “déficit público”, que já deve ter sumido, uma parte foi para o judiciário: 58 bilhões de reais!!! A “entrada” ou “sinal” do golpe! Comércio é comércio, não é não?

Mas a cassação ou não de Cunha poderá fazer o ventilador funcionar a todo vapor: m... para todo lado! Ou também poderá ser uma "cassação" (apenas formal) como condenação de juiz, com uma gorda aposentadoria, no caso de Cunha milionária, com milhões de dólares.

Isso poderá aumentar ainda mais a enorme reação popular que estamos vivendo, com o povo tomando as ruas de todas as cidades do Brasil diariamente! 

Qualquer atitude dos golpistas será uma operação arriscada, o tiro poderá sair pela culatra, podendo provocar uma gigantesca reação popular, à la Turquia!!!

Então, para a burguesia entreguista e para o imperialismo norte-americano, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come! E o bicho é o movimento popular contra o golpe que ameaça sair de controle!

Mas uma coisa é certa, Cunha apenas cairá se o golpe for derrotado, com o povo colocando as mãos nele para ser julgado por um Tribunal Popular, em Praça Pública, à la Saint-Just!

Tendência Marxista-Leninista, por um partido operário marxista revolucionário

Nenhum comentário:

Postar um comentário