Plenária dos veteranos do PT de São Bernardo

Os veteranos do Partido dos Trabalhadores de São Bernardo do Campo realizaram, no sábado, dia 9 de agosto, a sua primeira Plenária este ano.

Compareceram aproximadamente 200 militantes, o Prefeito Luiz Marinho, vários vereadores da bancada do PT, o ex-dirigente dos Sindicato dos Químicos do ABC, Expedito, a ex-dirigente do Sindicatos dos Servidores Públicos do Município de São Bernardo do Campo, Simone Bazilevski, dentre outros.

Inicialmente, houve um exposição do vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema, Aroaldo.  Este apresentou dados sobre a situação da economia e da classe operária do Grande ABC e São Bernardo em particular. Informou que o PIB do ABC é 7% do PIB nacional, em torno de 50,2 bilhões de reais, com 2,7 milhões de habitantes. Informou que São Bernardo do Campo possui uma população de 811 mil habitantes. Possui 6 montadoras de automóveis (Ford, Karmann Ghia, Mercedes, Scania, Toyotani e Volks).

A cidade de São Bernardo é a quarta cidade exportadora do Brasil, sendo 25% de veículos e 55% de caminhões, além do que importou 617 mil carros de luxo (valor superior a R$ 120.000), um aumento de 20% no último período. Anteriormente São Bernardo havia alcançado o pico de 800 mil empregos formais, antes da era FHC. Antigamente, antes do governo Fernando Henrique Cardoso chegou a ter 363.333 trabalhadores na indústria, sendo que caiu para 192.724 no governo FHC, antes de Lula assumir em 2002.

Hoje houve um recuperação, com 233.000 na indústria (30%) e 331.000 no setor de serviços (41%). Atualmente fecharam 18,7% de empregos formais no ABC, sendo 10,3% na indústria, 3,3% no comércio, 3,2% no setor de serviços e 1,5% na construção civil.  Informou, ainda, que o desemprego na era FHC chegou a 22,5%, enquanto atualmente encontra-se em 13%.

Aroaldo falou das demissões da Mercedes-Bens, empresa em que trabalha. Disse que foram demitidos lesionados com garantia de emprego, estabilidade, tendo manifestado esperança com relação ao Programa de Proteção do Emprego do governo Dilma, porque, segundo ele, na Alemanha há um programa semelhante que ajudou à manutenção dos empregos, com a redução dos salários, sendo que o país germânico está se recuperando e saindo da crise antes que os demais países da Europa.

O movimento pela formação de um tendência socialista operária revolucionária do PT discorda de tal posição, entendendo que é uma ilusão muito grande para se dizer o mínimo. Em primeiro lugar, a Alemanha não é o Brasil. A Alemanha é um país capitalista avançado e imperialista (país que oprime outras nações), que juntamente com a França, domina a União Europeia, aliada dos Estados Unidos e flerta com os Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Além, essa política do PPE derrota uma das principais bandeiras da classe trabalhadora, ou seja, a redução da jornada de trabalho, sem redução de salário; a qual se combina com a escala móvel de salários, o aumento do salário de acordo com a inflação.

Depois, o Prefeito Luiz Marinho de São Bernardo fez uma longa exposição da sua experiência como ministro da Previdência Social, enfatizando a conquista histórica do aumento real do salário mínimo.
Ao final, por proposta do companheiro Dogival, ficou deliberado que será marcada uma nova Plenária dos Veteranos do PT para o prosseguimento das discussões dos problemas que afligem os aposentados, como o fator previdenciário, o reajuste das aposentadorias e muitos outros.

Seminário Internacional
Durante a Plenária dos Veteranos do PT de São Bernardo foi divulgado o Seminário Internacional “Participação Cidadã, Gestão Democrática e as Cidades no Século XXI, que será realizado em São Bernardo do Campo nos dias 28 e 29 de Agosto de 2015, com a participação dentre outros, do Prefeito Luiz Marinho, do Secretário de Serviços Urbanos do Município de São Bernardo do Campo, Tarcisio Secoli, do ex-presidente Lula e do ex-presidente do Uruguai, senador da República Oriental José Mujica.

João Neto (Juca)

Comentários

Postagens mais visitadas