16 de agosto de 2015

Votar na Chapa 1 nas eleições do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo

Os jornalistas do Estado de São Paulo irão às urnas nos dia 18, 19 e 20 de agosto para eleger a nova diretoria de seu Sindicato.

O pleito terá a Chapa 1, Unidade e Luta, da atual diretoria, porque a oposição sequer conseguiu o número necessário de candidatos para formar a sua chapa.

A Chapa 1 defende em sua plataforma a unidade da categoria, tendo como eixo a luta em defesa dos empregos e salários. Nessa luta, dá ênfase à valorização do salário, ao piso estadual unificado, às medidas para inibir as demissões, e à pressão para a aprovação da PEC do Diploma.

A oposição à atual diretoria sequer conseguiu o número de candidatos necessários, exigidos pelo Estatuto do Sindicato, para formar uma chapa para concorrer às eleições. Pior ainda, a oposição vem defendendo o boicote às eleições, uma posição extremamente grave, que não se contrapõe à atual diretoria, mas ataca diretamente a própria entidade sindical, ou seja, adota um posição de direita, contribuindo para rebaixar o nível de conscientização da categoria, ao enfraquecer o Sindicato com a abstenção.

Fosse uma posição apenas em oposição à atual diretoria, à Chapa 1, o que numa democracia é normal, o máximo admissível, seria o voto em branco, e não o boicote às eleições, que é um boicote à democracia e ao Sindicato, um posição direitista, ainda mais num momento como este em que os patrões estão demitindo os membros da categoria.

Aos companheiros da oposição, para que reflitam de forma mais cuidadosa, transcrevemos o ensinamento do companheiro de Lênin sobre os sindicatos:

“Toda organização, todo partido, toda fração que se permita ter uma posição ultimatista com respeito aos sindicatos, o que implica em voltar as costas à classe operária, somente por não estar de acordo com sua organização, está destinada a acabar. E é bom frisar que merece acabar.”  Leon Trotsky, “Sindicatos na Época da Decadência Imperialista.”, 1940.

Integra a Chapa 1, o nosso companheiro, o jornalista Cadu Bazilevski, da Regional do ABCD, colaborador do movimento pela formação de uma tendência socialista operária revolucionária (TSO) do Partido dos Trabalhadores. A TSO apoia a Chapa 1.

- Jornalistas, votar na Chapa 1, Unidade e Luta!
- Em defesa dos empregos e salários e sua valorização;
- Piso estadual unificado;
- Contra as demissões; e
- Aprovação da PEC do Diploma.

João Neto (Juca)

Nenhum comentário:

Postar um comentário