segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

PSTU e PCB: não indiquem apenas o fim

O PCB e o PSTU e organizações próximas têm defendido a bandeira  do “Fora todos”, recusando-se a participar da frente única anti-golpista, o que tem levado esses partidos ao isolamento.

Todavia, em razão do agravamento da situação política nacional, com a retomada da escalada golpista, com a tentativa de prisão de Lula pela burguesia pró-imperialista, visando a consumação do golpe, o Movimento pró-formação de uma Tendência Marxista-Leninista no PT insiste no chamamento aos companheiros para compor a frente anti-golpista.

Nesta, oportunidade, a TML transcreve os versos de Ferdinand Lassalle abaixo:

“Não indiques apenas o fim,
Mas mostra também o caminho
Pois o fim e o caminho
Tão unidos estão
Que um muda com o outro
E com ele se move
- e cada novo caminho
revela um novo fim”

O Movimento pró-formação de uma Tendência Marxista-Leninista batalha para ampliar a frente única anti-golpista do PT, PCdoB, PSOL, PCO, CUT, CTB, UBES, UNES, MTST, MST, movimentos populares e sociais, sendo que para tanto, renova  o chamamento especial às direções e aos militantes do PSTU, PCB, PPL, MRT/LER-QI, LBI, POR e do MNN, da CSP-Conlutas, Força Sindical, CGTB, que se somem à luta anti-golpista, levantando conosco bem alto as reivindicações transitórias da classe operária contra o ajuste fiscal, contra a reforma da previdência, e em defesa da Petrobras e da expropriação da Samarco (Vale + BHP Billiton).

Erwin Wolf

Nenhum comentário:

Postar um comentário