terça-feira, 9 de agosto de 2016

Liga Comunista de los Trabajadores, da Argentina: Basta de lutar separados !!!

Por um Congresso  Operário de Delegados Base, para derrotar o ajuste, e impor a greve geral por aumentos de salários e jornada de  6h sem redução salarial! 

Macri e o resto dos capitalistas do país e do mundo inteiro  fazendo uma ofensiva aberta contra a classe trabalhadora para seguir explorando-nos e seguir viver como reis sem coroa. Nos primeiros três meses, 1,3 milhões de pessoas passaram a engrossar as filas dos novos pobres, ficando de 35% da população abaixo da linha de pobreza.  Em julho de mais de 200.000 trabalhadores foram despedidos entre o setor estatal e privado (os trabalhadores das estatais têm uma luta importante pela frente, porque Macri tem a intenção de demitir um total de 1 milhão). O absurdo tarifazo de mais de 400% e a redução salarial demonstram claramente que a "pobreza zero"  de que Macri falava era para os ganhos de seus amigos capitalistas.

O Kirchnerismo e a burocracia sindical falam sua suposta oposição. Eles, em realidade, se opõem ao conjunto da classe operária. Por que é que o kirchnerista Bertone reprimiu aos trabalhadores de Tierra del Fuego e a razão pela qual o kirchenrista Caló está lutando para a unificação de sua CGT com Barrionuevo e Moyano. Até mesmo o Ministro doTrabalho, Jorge Triaca filho, disse o diário La Nación que "A unidade da CGT não será contra o governo"; aí estão as provas ao canto. A "resistência com  perseverança", dos dirigentes kirchneristas, é resistir a que a classe operária triunfe contra o ajuste.

A unidade do movimento operário só se dará com um Congresso Operário de Delegados de Base!

No entanto, apesar da traição da burocracia sindical (verdadeiros delegaçãodois padrões) e o medo que provoca a perda do trabalho, a classe operária e seus aliados saem para lutar. Assim o demonstraram os SUTEBA´S multicolor e greve de 48 horas, a Mesa da Unidade na Tierra del Fuego, o Ingenio Tabacal em Salta, a FUBA e sua luta pela passe livre de estudantil gratuito ou as organizações desempregados que marcharam ao obelisco no dia 2 de agosto. A isto deve-se somar a vitória do classismo no SUTNA e expansão pelo país do SITRAIC.

Tudo isto é mostra de que avançamos corretamente. O único que falta é dotar esta luta anti-ajuste de um organismo para coordenar, unificar e centralizar as lutas. É por isso que insistimos uma vez mais em que todas as ações devem ter como norte político colocar em pé um Congresso dos Trabalhadores de Delegados Base. Se você é a favor da Frente Única Operária não basta a mobilização de um partido operário e que este a influencie, há que fazer um amplo chamado a todos os partidos operários e aos sindicatos, seccionais e comissões internas que querem enfrentar o ajuste. Dessa maneira, e só dessa maneira, vamos estar em melhor condições para impor a vontade dos trabalhadores à burocracia sindical e elaborar um Plano de Luta e a Greve Geral até derrotar a Macri. Fazer o contrário significa lutar divididos e que Macri, e o kirchnerismo, a burocracia sindical e o imperialismo nos derrotem e façam passar o ajuste.

MOBILIZEMO-NOS E EXIJAMOS QUE OS BUROCRATAS DA CGT E A CTA ROMPAM O PACTO QUE TÊM COM O MACRISMO

* Não ao pagamento da fraudulenta dívida externa,

* Por salários para cubram o custo da cesta básica, indexado mensalmente segundo o custo de vida,

* Nenhuma dispensa - trabalho para todos - Redução e partilha horas de trabalho: Jornadas de 6h, sem redução salarial,

* Abaixo tarifazo - Re-estatização, sem pagamento de todas as empresas serviços privatizadas, sob controle dos trabalhadores,

* Libertar os presos políticos por lutar e fim dos processos contra todos os lutadores - Não à repressão; piquetes de autodefesa,

* Por um Congresso Operário de Delegados Base,  de Estudantes e desempregados em luta; e um plano de luta imponha a greve geral e derrote o ajuste com uma saída operária à crise,

* Por um Governo Revolucionário dos Trabalhadores



Leia e divulgue:

Adelante !!

Pela Emancipação dos Trabalhadores

Liga Comunista de los Trabajadores

(Liga Comunista dos Trabalhadores)

(Núcleo marxista para a construção de um partido operário revolucionário)

lct_revolucionproletaria@yahoo.com.ar


A Tendência Marxista-Leninista publica o texto acima, relativo ao panfleto com o qual a Liga Comunista de los Trabajadores (LCT), da Argentina, interveio na Jornada de 9 de agosto na Argentina, convocada pelo Partido Obrero.

A TML é simpatizante da LCT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário