segunda-feira, 1 de agosto de 2016

O ataque à Letícia Sabatella e a necessidade dos comitês de autodefesa

Ontem ocorreram grandes manifestações no Brasil inteiro contra o golpe da burguesia entreguista e do imperialismo norte-americano.

O descontentamento com o governo golpista de Temer/Cunha aumenta cada dia mais.

Por outro lado, as manifestações convocadas pelos golpistas tiveram pequena adesão, apenas dos setores da extrema-direita, dos fascistas.

Isso demonstra que a parcela da classe média, que deu apoio aos golpistas, afastou-se em razão dos ataque brutal do governo Temer/Cunha às condições de vida dos trabalhadores e a população em geral, com o fim dos programas sociais, cortes na saúde, educação e na previdência.

A atriz Letícia Sabatella, opositora ao governo Dilma, mas contra o golpe, que sequer é petista, foi agredida por um bando fascista, que além de agressões verbais, ainda ameaçou sua integridade física.

Apesar de tudo, Letícia declarou que não vai se acovardar.

A Tendência Marxista-Leninista expressa total e incondicional solidariedade à atriz.

Tal fato comprova mais uma vez a necessidade de formação de comitês de autodefesa a partir dos sindicatos, as milícias operárias e populares, para esmagar os bandos fascistas e golpistas.

Tendência Marxista-Leninista, por um partido operário marxista revolucionário

Nenhum comentário:

Postar um comentário