quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Aldicarb, o famoso chumbinho, é servido nas torneiras do ABCD Paulista

População mais uma vez é vítima do descaso do governo estadual. Cinco municípios recebem água com veneno

© foto: Eduardo Saraiva/ A2IMG – Fotos Públicas

Na noite desta quarta-feira (11), o jornal ABCD Maior publicou a matéria ‘Cinco municípios do ABCD recebem água com chumbinho’ (edição online de 11/11/15) denunciando a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) devido à presença de agrotóxicos na água do sistema Rio Claro, que abastece parte das cidades como Santo André, Mauá, São Caetano, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, na região do ABCD Paulista. 

A água estaria contaminada com Aldicarb, mais conhecido como ‘chumbinho’, segundo denúncias recebidas pela Defensoria Pública de Santo André.

Toda distribuição do sistema Rio Claro, através da Estação de Tratamento de Água Casa Grande, “não atende os padrões de potabilidade da portaria nº 2914/11 do Ministério da Saúde (MS) em relação ao Aldicarb – produto usado como raticida proibido no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde 2012”, de acordo com informações da empresa TASQA Serviços Analíticos, contratada pela Sabesp para fazer pesquisa nas amostras da água.

O documento aponta ainda a presença de outros agrotóxicos altamente nocivos – carbofurano e parationa metílica –, além urânio (todas dentro do limite de potabilidade previsto pelo MS).

A Sabesp se defende alegando que a água distribuída na região esta dentro dos parâmetros exigidos pela portaria nº 2914/11. No texto, não há informações sobre como teria ocorrido a contaminação.

Mais uma vez o que vemos é o total descaso por parte do governo do estado de São Paulo, administrado pelo governador Geraldo Alckmin, do PSDB. Resta saber agora algumas coisas a respeito deste assunto... Desde quando isso vem ocorrendo? Qual o impacto deste veneno na saúde das pessoas? Qual a origem desta contaminação? O que a Sabesp, empresa responsável pelo tratamento e abastecimento da rede de água em São Paulo, fez ou esta fazendo para tratar a descontaminação? Qual a responsabilidade da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos neste caso?

Nenhum comentário:

Postar um comentário