sexta-feira, 8 de abril de 2016

Morre o ator Flávio Guarnieri

A Tendência Marxista-Leninista recebeu com muita tristeza a morte do grande ator Flávio Guarnieri, no dia de ontem, à noite, quinta-feira, 7/4.

Ainda recentemente, a TML fez uma matéria sobre o programa “Persona em foco”, da TV Cultura de São Paulo, exibido no dia 1º de março de 2016 (originalmente ele foi ao ar em 18 de agosto de 2015)), onde o dramaturgo Lauro Cesar Muniz  foi entrevistado por Cláudio Cury, Flávio Guarnieri e Atílio Bari (ver no nosso Blog “O dramaturgo Lauro Cesar Muniz”, 02/03/2016).

Na oportunidade, foi marcante a vibração de Flávio ao entrevistar Lauro. Ao final do programa, Flávio se levantou e deu um beijo respeitoso e carinhoso em Lauro.

Flávio nasceu em Lisboa, Portugal, em 26 de setembro de 1959, tinha 56 anos. Era filho do ator e dramaturgo Gianfrancesco Guarnieri e da jornalista Cecília Thompson, e irmão do também ator Paulo Guarnieri e da produtora Mariana Guarnieri.

Flávio ganhou o Prêmio da APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) como ator revelação na novela “Os adolescentes” (1981). Participou de várias outras novelas como “O Ninho da Serpernte (1982), “Transas e Caretas” (1984). No cinema atuou no filme “Eles não usam Black-Tie” e “Janete”.

Flávio atuou bastante até mais ou menos 2008. Depois de muito tempo, em 2015, encenou, com o irmão Paulo, a peça “Irmãos, irmãos...Negócios à parte”.

No último período, soubemos que Flávio queixava-se muito da falta de oportunidade e de espaço para ele e outros grandes atores.

Para nós da TML, ficará a lembrança do grande ator que foi Flávio Guarnieri, principalmente o seu belo sorriso de orelha a orelha. A existência de Flávio é a prova que a vida é bela. Flávio foi uma astro, foi um cometa. 

À família Guarnieri nossos sentimentos, desejando muita força e paz.

João Batista Aragão Neto

Nenhum comentário:

Postar um comentário