quinta-feira, 14 de abril de 2016

Operários e camponeses bascos apoiam nossa luta contra o golpe

O Sortu (Partido de esquerda das comunidades autônomas do País Basco e Navarra) manifestaram apoio aos operários e camponeses brasileiros contra o golpe, conforme o Sítio Página 13 da Articulação de Esquerda do dia 4/4.

Além disso, no Sítio do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), em 7/4, foi informado que:

“Entre os dias 31 de março e 3 de abril, o movimento camponês basco Etxalde e o sindicato agrário Ehne-Bizcai, em parceria com o Instituto Hegoa da Universidade do País Basco (UPU-EHU), realizaram a segunda etapa do curso “Soberania Alimentar e Agroecologia”. Durante a sua realização, organizações camponeses e urbanas presentes se solidarizaram com a classe trabalhadora brasileira e entoaram, em diversos momentos  o grito de “No al golpe”.

Assim, os operários, os trabalhadores e camponeses pobres brasileiros estão recebendo a solidariedade internacional da classe trabalhadora contra o golpe da burguesia entreguista e do imperialismo norte-americano.

O País Basco, localiza-se ao Norte do Estado Espanhol e a sudoeste da França, sendo oprimido pelos imperialismos da Espanha e da França, seguindo lutando pela sua independência.

Ignácio Reis

Nenhum comentário:

Postar um comentário